Header Ads

Natal: Veto sobre circulação de ônibus de turismo em faixas exclusivas é mantido

Por 16 votos a favor e 9 contra, os vereadores de Natal mantiveram Veto Integral do Poder Executivo ao Projeto de Lei N° 110/2018, de autoria do vereador Ney Lopes Júnior (PSD), que autorizava que os veículos de transporte turístico circulassem nos corredores exclusivos para ônibus na capital potiguar.


De acordo com o líder do Poder Executivo, vereador Kleber Fernandes (PDT), a iniciativa apresentada pelo colega foi a melhor, mas que nesse momento é preciso entender que a prioridade é a circulação do transporte público de passageiros.

“As faixas exclusivas de ônibus têm o objetivo de garantir fluidez no trânsito para quem utiliza o transporte público coletivo de massa, o trabalhador que precisa chegar cedo ao trabalho, o que depois de uma jornada cansativa faz um percurso longo e precisam dessa fluidez, dessa celeridade. Então o transporte turístico é mais lento, vão expor os monumentos da cidade, espaços públicos, e quando esse tipo de transporte ocupa a faixa exclusiva acaba tirando a fluidez e a celeridade de quem utiliza o transporte de massa, então por essa razão, o poder Executivo vetou o Projeto de Lei”, explicou Kleber.

Segundo o vereador Ney Lopes Junior, autor do Projeto, a iniciativa era garantir mais celeridade ao transporte dos turistas no trânsito da cidade garantido mais conforto aos visitantes.

“Infelizmente o Projeto que eu apresentei foi mantido o veto pela maioria dos meus colegas vereadores, que eu respeito à posição de cada um, no entanto eu discordo, pois nós temos o turismo como a nossa principal atividade econômica e essa prática de faixa exclusiva para transporte coletivo turístico já é uma prática que ocorre em cidades de grande volume turístico, que contribui inclusive com a cidade, com a geração de renda, emprego, com a geração de oportunidade de novas pessoas empregarem suas famílias. Então, meu intuito foi contribuir com a cidade tanto na geração de emprego e renda, bem como fazer com que o turista se sinta mais confortável e bem acolhido até para que ele retorne”, enfatizou Ney Lopes.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.