Header Ads

Permissionários de transporte alternativo protestam contra mudanças em linhas de Natal

Cerca de 30 vans de transporte alternativo de Natal foram usadas pelos permissionários do serviço durante um protesto que aconteceu na manhã desta quarta-feira (30) na capital potiguar. Os manifestantes reclamam da implementação de mudanças no itinerário das linhas, que prejudicariam a categoria.

Permissionários do transporte alternativo de Natal fizeram manifestação nesta quarta-feira (30). — Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV Cabugi

Durante o protesto, que percorreu várias avenidas da capital até chegar à sede da Secretaria de Mobilidade Urbana, no bairro da Ribeira, na Zona Leste, o fluxo de vans gerou engarrafamentos no trânsito.

"A gente fez várias tentativas para chegar a um consenso, mas a STTU só atende a interesses dos empresários dos transportes coletivos (ônibus). Isso só prejudica nossa categoria", afirmou o presidente do Sindicato dos Proprietários de Transportes Alternativos de Passageiros do Rio Grande do Norte (Sitoparn), Nivaldo Andrade.

De acordo com ele, a pasta implantou uma mudança na linha 304 - que vai do Parque Dos Coqueiros, na Zona Norte, ao Natal Shopping, na Zona Sul da cidade. "Eles querem alterar todas as linhas que passam pelos shoppings para atender aos empresários de ônibus. Não fizeram nenhum estudo de viabilidade econômica, não ouviram a população, querem atropelar tudo. Para quê fazer isso às portas de uma licitação?", questionou.

O secretário adjunto de mobilidade urbana, Clodoaldo Cabral, afirmou que a pasta está fazendo um levantamento de todo o sistema, especialmente das linhas do sistema opcional que sobrepõem mais de 40% das linhas tradicionais (de ônibus), como prevê lei e decreto municipal. "Estamos deslocando esses transportes alternativos para outras vias que hoje não têm transporte nenhum. Algumas dessas linhas fazem mais de 80% da linha tradicional", declarou.

O secretário ainda afirmou que outras linhas como 301 e 303 já passaram por mudanças, mas no caso da 304, houve divergência dos permissionários. "Eles insistem em não cumprir o que foi determinado. A STTU é responsável pelo gerenciamento do trânsito. O que está havendo é um desrespeito às determinações da secretaria", considerou.

Por fim, Cabral também falou que a pasta está analisando as permissões, porque alguns permissionários originais já teriam falecido ou sequer moram no estado.

G1 RN

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.