Header Ads

Pesquisa aponta que 47% dos brasileiros possuem automóvel

No domingo (22), o Brasil celebrou o Dia Mundial Sem Carro. Tendo em vista a proposta da comemoração, o Cuponation, plataforma de descontos online e integrante da alemã Global Savings Group, compilou dados sobre quanto da população brasileira e mundial escolhe se locomover sem precisar dirigir um carro.

Foto: José Aldenir/Agora RN - Ilustração

Segundo dados da ONU (Organização das Nações Unidas), o mundo conta com uma população atual de 7,7 bilhões de pessoas. Considerando o número, um grupo de analistas americanos da área automobilística geográfica realizou um levantamento em 2018 e concluiu que a estimativa de veículos circulando pelo mundo atualmente seja de 1,4 mil milhões. A previsão para os próximos anos é de que esse número duplique com rapidez.

Comparando esse dado com a quantidade de pessoas no mundo, isso indica que apenas 18% da população global possui um automóvel - é válido lembrar as exceções, como pessoas que não desejam um automóvel e crianças e idosos, que não conseguem conduzir um carro.

No Brasil, a população é estimada em 210,1 milhões de pessoas, segundo dados deste ano do levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Dentre carros, caminhões, caminhonetes, motocicletas, ônibus e outros, a média de veículos no país é de 97.591.211, de acordo com a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), o que significa que cerca de 47% da população brasileira possui um automóvel.

A baixa taxa de consumo automobilístico consequentemente gerou queda nas vendas de automóveis nos últimos meses, como em agosto, por exemplo, que contabilizou diminuição de 3,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com a Fenabrave (Federação Nacional Distribuição Veículos Automotores).

O fato apenas amplia as novas possibilidades dos outros 53% da população, que acaba buscando outros meios de locomoção, como abicicleta, que cresceu 24% desde 2007, segundo dados da pesquisa Origem e Destino. Além disso, há pessoas que utilizam ainda os patinetes eletrônicos, cujo uso cresce diariamente e dobra qualquer porcentagem estimada. No entanto, e acima de tudo, a queda do uso de carros nas ruas confirma com maior impacto que o transporte público continua sendo o meio de locomoção mais utilizado pelos brasileiros. A informação é da NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos).

O levantamento Rede Nossa São Paulo de 2018 revelou que 32% dos 47% que possuem um automóvel disseram que "com certeza” trocariam o carro pelo uso de um transporte público caso estes tivessem melhorias alternativas de mobilidade urbana.


Bonde

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.