Header Ads

STTU não concluiu avaliação sobre semáforos para pedestres nas avenidas Hermes da Fonseca e Salgado Filho

Passado um mês desde a desativação dos semáforos nas avenidas Hermes da Fonseca e Senador Salgado Filho, pouco se avançou na avaliação que a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) faria. Segundo a Secretaria à época, a suspensão traria uma avaliação mais ampla do resultado do período de testes, que se estendeu por apenas três dias. Em contato com a TRIBUNA DO NORTE na tarde de ontem, a assessoria de comunicação da STTU afirmou que “continua avaliando toda a situação” antes de tomar uma nova decisão sobre a retomada dos semáforos para pedestres ou sua desativação definitiva.

Na avenida Hermes da Fonseca, semáforo para pedestres funcionou por apenas três dias - Foto: Adriano Abreu/Tribuna do Norte

O projeto da STTU contemplava, durante o último mês, oito alterações viárias no trânsito da capital potiguar: cinco na Av. Salgado Filho, um na Av. Bernardo Vieira e duas na Hermes da Fonseca. No entanto, apenas em dois pontos as intervenções saíram do papel: o primeiro estava localizado na avenida Hermes da Fonseca, entre as ruas Alberto Maranhão e Joaquim Fagundes, no Tirol, nas proximidades do Aeroclube e do 16º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército (16º BIMtz); o segundo na Av. Salgado Filho altura da Rua Auris Coelho próximo ao Complexo Viário do 4º Centenário no bairro de Lagoa Nova. Três dias após a instalação, ambos os pontos foram desativados e as alterações suspensas.

De acordo com a assessoria de comunicação da STTU, toda a estrutura utilizada nos dois semáforos está estocada no almoxarifado da secretaria e que continua avaliando o comportamento do trânsito na região antes de tomar uma nova decisão. “Não temos gasto nenhum, pois o equipamento e a equipe é da própria STTU”, afirmou a assessoria, sem esclarecer quanto foi gasto para adquirir o equipamento e efetuar a instalação, pintura das vias e obras do canteiro.

Suspensão

O projeto da secretaria vislumbrava a instalação de novos sinais, combinados com faixas de pedestres, para facilitar a travessia das pessoas nas proximidades de paradas de ônibus em corredores de grande fluxo de veículos na capital potiguar.

No dia 13 de setembro, em nota, a Prefeitura comunicou a suspensão das alterações. “A Prefeitura do Natal informa que, diante da grande polêmica gerada durante a fase de testes do novo projeto de sinalização no corredor Hermes da Fonseca/Salgado Filho, decidiu suspender a operação para que sejam feitos novos debates com a sociedade a respeito do projeto e uma avaliação mais ampla do resultado da operação durante o período de testes”, informou a nota.

Na ocasião, de acordo com a STTU, as intervenções viárias previstas seguem regras regulamentadas pela Lei número 12.587/2012, que instituiu as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana e estabelece a pirâmide de prioridade da mobilidade urbana, onde pedestres estão no topo seguidos (na ordem) por ciclistas, transporte público, transporte de carga, carros e motos particulares.

Tribuna do Norte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.