Header Ads

Novos ônibus elétricos BYD da Transwolff já fazem testes em São Paulo

Os novos ônibus 100% elétricos da empresa Transwolff, que opera na zona Sul da capital paulista, já estão em testes para a apresentação pela prefeitura de São Paulo e para o início das operações comerciais, que devem ocorrer nas próximas semanas.

Nesta sexta-feira, 01 de novembro de 2019, foi visto em circulação um dos ônibus com carroceria da Marcopolo.

Quase todos os dias os veículos vão a campo para melhor capacitação dos motoristas e eventuais ajustes.

A empresa adquiriu 15 unidades da BYD, empresa chinesa com planta em Campinas, no interior paulista.

Sete já estão na garagem, sendo três com carroceria Marcopolo e quatro com encarroçamento da Caio.

Ainda devem chegar nos próximos dias as outras oito unidades da Caio, de Botucatu, também no interior de São Paulo.

Os veículos fazem parte de um projeto realizado entre a Prefeitura de São Paulo, a Transwolff e a BYD de geração de eletricidade por energia solar.

A fabricante BYD tem fazenda em Araçatuba, no interior de São Paulo, com as placas fotovoltaicas. A energia é distribuída ao ONS – Operador Nacional do Sistema, o que gera créditos para o carregamento das baterias destes ônibus na capital paulista.

Nesta sexta-feira, 01 de novembro de 2019, foi visto em circulação um dos ônibus com carroceria da Marcopolo.

O veículo está com parte da lataria encoberta por causa da nova pintura dos ônibus do sistema municipal, gerenciado pela SPTrans.

Fotos com o projeto de novo padrão visual circularam pela internet, mas a SPTrans, informou ao Diário do Transporte que o layout era um teste e que já tinham sido feitas modificações.

Além de aumentar o conforto, já que os modelos elétricos emitem menor ruído, a frota deste tipo de veículo é vista como uma das alternativas para cumprir a legislação municipal que estipula reduções das emissões.

Os contratos com as empresas de ônibus assinados em 06 de setembro de 2019, também trazem metas de redução anuais, dentro do estabelecido pela lei.

Diário do Transporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.