Header Ads

Polícia alemã cassa carteira de centenas de motoristas que pilotaram patinetes após ingerirem álcool em Oktoberfest de Munique

As patinetes elétricas foram legalizadas na Alemanha em junho de 2019 e classificadas como veículos motorizados. Isso significa, na prática, que são aplicadas a elas as mesmas leis que valem para quem dirige carros e outros veículos de maior porte.

Polícia alemã é rigorosa na aplicação da lei. Foto: DPA/PA Images

Logo, o que vale para os “grandes”, vale também para os “pequenos”, sem exceção.

O slogan “se beber, não dirija”, da mesma forma que se aplica a carros e veículos de maior parte, se aplica, portanto, também aos pequenos equipamentos que hoje infestam a maioria das cidades mundo afora: as patinetes elétricas, também chamas de scooters.

Na Alemanha, bastou algumas centenas de pessoas usaram patinetes no festival de cerveja Oktoberfest em Munique, turbinadas com algumas doses da bebida, para que a polícia alemã determinasse a cassação de suas carteiras de motorista após serem acusadas ??de… crimes.

Aproximadamente 6,3 milhões de pessoas participaram da Oktoberfest 2019, que foi de 21 de setembro a 6 de outubro deste ano. Dessa verdadeira multidão, 414 pessoas foram flagradas usando e-scooters sob a influência de álcool. Segundo a polícia alemã, 254 delas perderam sua licença com base nas leis de trânsito do país.

Durante o período de 16 dias que durou o festival, 360 pessoas foram flagradas dirigindo carros após ingerirem algumas cervejas, sendo que 214 tiveram suas licenças revogadas, números menores quando comparados aos adeptos das patinetes elétricas. O uso indevido das scooters causou 21 acidentes durante os dias de festival, 13 dos quais envolviam álcool.

Além do uso indevido do equipamento, o aplicativo das e-scooter bem que tentou impedir que os participantes da Oktoberfest de Munique saíssem da festa levando as patinetes. Mesmo assim, muitas delas foram abandonadas na cidade a cada noite.

As autoridades alemãs estão buscando encontrar a melhor solução para os problemas que as patinetes elétricas estão apresentando.

As scooters eletrônicas lotam Munique e outras cidades alemãs desde que chegaram no início deste ano. Como no Brasil, as pessoas usam aplicativos para o uso. Lá o custo é de apenas 1 euro para desbloquear o veículo, seguido de 20 centavos por minuto a partir de então.

Na Alemanha, elas tem velocidade limitada a 12 mph (20 km/h), e só podem circular em ciclovias.

A carteira de motorista não é obrigatória, mas os mesmos limites legais para o álcool se aplicam e, portanto, quem transgredir pode perder sua carteira de automóvel.

Informações da rede de notícias CNN  dão conta de que os Centros de Controle e Prevenção de Doenças investigaram acidentes e lesões relacionados a scooters eletrônicas após um aumento de incidentes em Austin, Texas (EUA). Segundo os Centros, um em cada três usuários recebeu ferimentos na primeira vez que usou o equipamento. Aproximadamente 63% haviam usado patinetes nove vezes ou menos antes da lesão, sugerindo que a educação e o treinamento são potencialmente necessários.

As autoridades alemãs buscam enfatizar a necessidade de regulamentar ainda mais o mundo das patinetes elétricas, com vistas a garantir a segurança dos usuários e do público. O que muitos poderiam chamar de "indústria da multa", os alemães preferem denominar como respeito à vida.

Diário do Transporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.